Resenha: O Ladrão de Raios, Rick Riordan

O Ladrão de Raios
Percy Jackson e os Olimpianos #01
Rick Riordan
Skoob
★★★☆☆

Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos – jovens heróis modernos – terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.Li O Ladrão de Raios pela primeira vez anos atrás, logo antes do filme ser lançado, e naquela época achei o livro uma leitura leve e divertida, com bons personagens e um plot interessante. Agora, relendo talvez pela quarta ou quinta vez, notei alguns detalhes que me fizeram dar a esse livro 3 estrelas ao invés de 4, como era minha intenção, mesmo eu gostando muito da série. Na verdade, foi apenas um detalhe: tudo aqui é fácil demais.

Percy não tem sequer que pensar muito ou fazer muito para superar os desafios que os deuses decidem jogar contra ele. É claro que ele tem ajuda de seus amigos e por isso as coisas ficam menos difíceis, mas ainda assim tudo é fácil demais, então foi difícil para mim levar a aventura deles a sério. Não consigo “entrar” mesmo em um livro se não há ao menos a mais pequena possibilidade de dar tudo errado; se tudo está bem e continua bem, então por que eu deveria me importar? Não há tensão alguma nesse livro. Não lembro se os próximos volumes são assim também, mas como estou relendo as duas séries agora queO Sangue do Olimpo foi lançado, acho que acabarei descobrindo em breve. Me desejem sorte.

De qualquer forma, como eu disse, realmente gosto dessa série e de seus personagens, e reler o primeiro livro de novo depois de anos foi divertido. Não tão divertido quanto me lembro de ter sido pela primeira vez, mas, bem, ainda foi o suficiente. Sempre gostei mais de Os Heróis do Olimpo mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s